Água do Céu – Pássaro é o primeiro disco solo do cantor brasileiro Ney Matogrosso, lançado em 1975, após sua saída do Secos e Molhados no ano anterior, devido a divergências artísticas e administrativas com a banda. Mais experimental, o disco conta com a produção do ítalo-argentino Billy Bond e com a participação dos virtuosos Claudio Gabis (guitarra), Jorge Omar (violão), Bruce Henry (baixo), Marcio Montarroyos (trompete, piano), Sergio Rosadas (flauta, sax tenor), Chacao (percussão) e Elber Bedaque (bateria).

Junto do LP, o disco original trazia um compacto com as faixas As Ilhas e 1964 (II), gravadas na Itália com o compositor e bandeoneonista Astor Piazolla. Na edição dupla relançada pela Três Selos essas duas canções aparecem no lado D do disco.

Em parte do repertório, Ney relembra sua infância e adolescência, nos anos 40 e 50, com sucessos da Rádio Nacional e de trilhas de chanchadas que via no cinema. O restante é inédito para a época, com faixas compostas por seus próprios amigos e por compositores consagrados, como Milton Nascimento (que lhe ofereceu Bodas, parceria com Ruy Guerra). “O Milton me deu aquela música que nunca fica muito claro quem está contando essa história: se é um homem ou uma mulher, sobre uma pessoa de rara beleza que desceu de um navio com canhão, num porto”. João Bosco, por sua vez, lhe deu Corsário. A mais polêmica do repertório, Açúcar candy, lhe foi mostrada por Sueli Costa, que a compôs sobre os versos do poeta Tite de Lemos.

A edição em vinil produzida pelo Três Selos possui:

• LP Duplo, cor marrom mesclado, vinil 180g
• Capa dupla (gatefold) empastada
• Livreto com 12 páginas
• Pôster 70x50cm
• Foto 30x20cm
• Faixa stencil
• Aromatizado com cheiro de mato (possui resquícios de mato natural, o que pode deixar marcas no papel)

* imagens meramente ilustrativas

* PRAZO DE ENVIO: 5 DIAS APÓS A CONFIRMAÇÃO DA COMPRA

 

LP NEY MATOGROSSO – ‘ÁGUA DO CÉU – PÁSSARO” – TSPL-044

R$320,00
LP NEY MATOGROSSO – ‘ÁGUA DO CÉU – PÁSSARO” – TSPL-044 R$320,00

Água do Céu – Pássaro é o primeiro disco solo do cantor brasileiro Ney Matogrosso, lançado em 1975, após sua saída do Secos e Molhados no ano anterior, devido a divergências artísticas e administrativas com a banda. Mais experimental, o disco conta com a produção do ítalo-argentino Billy Bond e com a participação dos virtuosos Claudio Gabis (guitarra), Jorge Omar (violão), Bruce Henry (baixo), Marcio Montarroyos (trompete, piano), Sergio Rosadas (flauta, sax tenor), Chacao (percussão) e Elber Bedaque (bateria).

Junto do LP, o disco original trazia um compacto com as faixas As Ilhas e 1964 (II), gravadas na Itália com o compositor e bandeoneonista Astor Piazolla. Na edição dupla relançada pela Três Selos essas duas canções aparecem no lado D do disco.

Em parte do repertório, Ney relembra sua infância e adolescência, nos anos 40 e 50, com sucessos da Rádio Nacional e de trilhas de chanchadas que via no cinema. O restante é inédito para a época, com faixas compostas por seus próprios amigos e por compositores consagrados, como Milton Nascimento (que lhe ofereceu Bodas, parceria com Ruy Guerra). “O Milton me deu aquela música que nunca fica muito claro quem está contando essa história: se é um homem ou uma mulher, sobre uma pessoa de rara beleza que desceu de um navio com canhão, num porto”. João Bosco, por sua vez, lhe deu Corsário. A mais polêmica do repertório, Açúcar candy, lhe foi mostrada por Sueli Costa, que a compôs sobre os versos do poeta Tite de Lemos.

A edição em vinil produzida pelo Três Selos possui:

• LP Duplo, cor marrom mesclado, vinil 180g
• Capa dupla (gatefold) empastada
• Livreto com 12 páginas
• Pôster 70x50cm
• Foto 30x20cm
• Faixa stencil
• Aromatizado com cheiro de mato (possui resquícios de mato natural, o que pode deixar marcas no papel)

* imagens meramente ilustrativas

* PRAZO DE ENVIO: 5 DIAS APÓS A CONFIRMAÇÃO DA COMPRA